Narração - Características de um texto narrativo.

Hoje vamos falar um pouco sobre as características de um texto narrativo, lembrando que o conteúdo é baseado no material que minha professora da faculdade de Comunicação e Expressão expôs nas aulas.

O texto narrativo caracteriza-se pelo relato de fatos retratados por uma sequência de ações, com o auxílio dos elementos temporais, podendo ser estes fatos reais ou fictícios. Para que este relato seja algo dotado de sentido, o mesmo dispõe-se de alguns elementos que desempenham funções primordiais.
De um modo geral, a narração é estruturada da seguinte maneira:
Exposição – apresentação das personagens e/ou do cenário e/ou da época.
Desenvolvimento – desenrolar dos fatos, apresentando complicações (ponto de tensão) e
clímax.
Desfecho – arremate da trama.

             Elementos da narrativa
       Personagens
 Personagem é uma palavra feminina que deriva do grego persona (máscara). Personagem(ns) são os seres que participam da narrativa, interagindo com o leitor de acordo com o modo de ser e de agir deles. Alguns ocupam lugar de destaque, também chamadas de protagonistas, outros se opõem a elas, denominadas de antagonistas. As demais caracterizam-se como secundárias. 
  •     As personagens se dividem em: linear, complexa (ou esférica), caricatura e não humanas.

Linear – personalidade estável, constante, imutável;
Complexa – personalidade instável, variável, mutável;
Caricatura – personalidade exagerada, excessiva
Não humanas – objetos, animais, sentimentos, quando o protagonista é um ser                                    inanimado ocorre a antropomorfização, que é obtida através do uso                            de prosopopeias, expediente muito comum nas fábulas.

       Tempo
     Retrata o momento em que ocorrem os fatos (manhã, tarde, noite, na primavera, em dia chuvoso). O mesmo pode ser cronológico, ou seja, determinado por horas e datas, numa ordem sequencial e linear - início, meio e fim. Ou psicológico, aquele ligado às emoções e sentimentos, caracterizado pelas lembranças dos personagens, reveladas por momentos imprecisos, fundindo-se em presente, passado e futuro.

       Espaço
     Para  caracterizá-lo, recorre-se a recursos descritivos, de percepção objetiva (sensorial) ou impressão subjetiva (psicológica). Cenário pode ser decorativo e funcional. O cenário funcional é detalhado para a ação e o decorativo, é um espaço de referência, apenas situando onde acontece o fato.

       Narrador
      Ele funciona como um mediador entre a história que é narrada e o leitor (ou ouvinte). Sua perspectiva aliada a seu ponto de vista e ao modo pelo qual organiza tudo aquilo que conta são fatores decisivos para a constituição da história. E,  basicamente, há três tipos que serão vistos a seguir:
Narrador-personagem - Narrando em 1ª pessoa, ele participa da história, relatando os                                    fatos a partir de sua ótica.
Narrador-testemunha – Ele revela ao leitor somente os fatos que consegue observar,                                      relatando-os também em 1ª pessoa.
Narrador-onisciente – Além de observar, ele sabe e revela tudo sobre o enredo e os personagens, até mesmo seus pensamentos mais íntimos, como também detalhes que até mesmo eles não sabem. Algumas vezes limita-se a observá-los de forma objetiva, em outras, emite opiniões e julgamento de valor acerca do assunto. Narra em 3ª pessoa.

       Enredo
     O texto narrativo resulta de duas articulações: a história (sequência de fatos) e o enredo (organização dos fatos). Dessa forma, o enredo é a maneira como o narrador organiza os dados que a história oferece. 

Tessitura narrativa
     De modo geral, responder à tessitura significa que sua narração possui os principais pontos que elucidam (esclarecem) os acontecimentos, os fatos narrados;
     Entretanto, o fato de não encontrarmos respostas a todas as questões não significa que a narração esteja incompleta, ruim (pode ser uma opção estética do autor do texto!)

O QUÊ?

o(s) fato(s) que determina(m) a história;

QUEM?

a personagem ou personagens;

COMO?

o modo como se desenrolam os fatos (enredo);
ONDE?
lugar ou lugares de ocorrência;
QUANDO?
o tempo de ocorrência dos fatos;
POR QUÊ?
a causa do(s) acontecimento(s);

         E aqui finalizamos mais um estudo !

Beijos enormes,
Bárbara Castro.     






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!