Desafios - Sempre me dão mais força.

Desafio é o que me move desde a corrida intensa ao óvulo!
Ok! Ok! Não me recordo deste momento, mas certamente eu ganhei a 'parada'. Cheguei primeiro!!!

Foram os desafios que me fizeram caminhar, e são eles que me fazem ser quem sou até hoje.
Quando criança meu primo tinha um péssimo gosto de cultivar medo em nós, os mais novos. Eu lembro que ele pegava lagarto, barata, ou qualquer outro inseto para nos assustar. Até o momento que eu parei de correr e disse: JOGA, POR QUE EU NÃO TENHO MEDO! 
Também recordo dos tempos de escola, quando tirava uma nota baixa. Eu excluía da minha vida até as novelas viciantes para 'comer a matéria', melhor reviravolta foi na prova de Biologia, quando eu me dediquei tanto que era capaz de dar aulas a professora (Claro que estou exagerando, mas eu estudava toda a matéria antes de ser aplicada em sala).

O meu desafio principal desde sempre foi ser uma pessoa melhor a cada dia, acreditar em mim e na minha capacidade de ser cada vez mais. Talvez o maior desafio seja esse, acreditar que posso. 
Sou uma sonhadora de pés nos chão, uma viajante sem bagagem, sempre buscando equilibrar a razão e a emoção. Juízo? Sempre tive de sobra, até pedi a Deus que me tirasse um pouco e desse para alguém deficiente. (risos, acho que ele me concedeu) 

Hoje o desafio maior está sendo morar sozinha, cuidar de uma casa e um cachorro, trabalhar de 8 às 18h e cursar faculdade até as 22h. Sem parente para ligar e perguntar se estou bem (apesar que nem atendo o telefone fixo) sem ter alguém para desabafar quando chego cansada ou para preparar uma comidinha de vez em quando. Comer então virou quase uma raridade! (Acabou aquela fase que eu só pensava em comida, hoje em dia eu não tenho prazer nenhum em comer sem companhia, já basta almoçar todo dia só, isso quando almoço) Ok! Ando meio cansada e talvez carente, me desafiando a dias melhores, a acreditar que esta fase será melhor amanhã, que o esforço valerá a pena, que logo a casa estará cheia, que os dias serão rápidos e a faculdade será uma recordação, um baú de preciosas amizades e aprendizado, uma porta para o futuro. Hoje em dia é lá na faculdade onde me sinto mais feliz e realizada, é reconfortante ter isso antes de dormir, mesmo que as notas não estejam muito boas para o nível que eu estipulei, mas o desafio é recuperar!

Eu me desafio todo dia, corro contra o tempo se necessário, e quanto mais dizem que vou cair, mais eu corro para vencer! Quanto mais a vida parecer difícil, mas forte eu fico. Já resisti coisas muito piores, muito mais tristes, isso tudo aí é pinto.

Beijos enormes,
Estímulos crianças, só vence quem acredita em si. Vou acreditar, vamos!
Fiquem com Deus,
Babi. 




Um comentário:

  1. Desafio. Uma palavra que pode causar medo em alguns e coragem em outros.
    Eu imagino desafio como uma linha... um muro que divide o sucesso e o fracasso. Para atingir o sucesso temos que cruzar esta linha, que eu chamo de desafio. Se nós perdemos o desafio, ficamos tristes, desanimados ou até criamos um trauma para o resto da vida, mas se vencemos, a alegria toma conta, o entusiasmo chega e nos torna confiantes. Enfim só não podemos deixar a soberba subir até a cabeça e achar que já sabemos tudo.
    Há os desafios que podemos escolher não enfrentar. Podemos fugir (o que não seria a melhor opção, pois pode gerar um sentimento horrível que é frustação, ou seja não saber se conseguiríamos ou não realizar o tal desafio) ou então, adia-los para um momento que estejamos mais fortes.
    Mas há também aqueles que não temos como escapar, uma prova da faculdade por exemplo ou um trabalho que seu chefe manda fazer, e só tem você para fazê-lo. Enfim a vida é cheia deles, a todo momento os temos na nossa frente. Acredito que esses, que vem no inesperado, naquele momento que estamos acomodados é que nos fazem crescer mais, tanto na experiência como nas emoções. Acredito também que Deus só faz chegar até nós, os desafios que temos condições de vencer. A conclusão que chego é que sem eles, os grandes desafios, ainda estaríamos dentro das cavernas com medo de enfrentar as feras da pré-história.
    Abração com carinho.
    Antonio Carlos

    ResponderExcluir

Faça valer a pena!