Morrer é..

O que é a morte?
Um viagem? Um fim? Ou o início?

Uma vez li sobre a morte de uma maneira bem peculiar, dizia que ela é um regresso do que já deixamos há muito tempo, mas como acreditar numa resposta concreta se ainda estamos vivos?

Por acreditar na doutrina espírita eu lido com a morte hoje diferente de quando 'perdi' meu pai. Naquela época eu só pensava em como sobreviveria sem ele, pobre egoísmo.  Sim, pra mim a morte não passa de egoísmo da nossa parte. Quantas vezes vimos alguém deitados sobre uma cama, com o pesar da dor, e desejamos mantê-los ali,  mesmo naquelas condições. Somente para nos satisfazer.
(Ok, você não deseja que ele permaneça sobre uma cama definhando, por exemplo. Mas infelizmente aprisionamo-nos uns aos outros pela presença física de tê-los ao nosso lado.)
Mas não culpo quem o faz, na verdade eu faço, você fará. Pois não sabemos lidar com esse assunto tão presente em nossas vidas.

Mas o que é vida, senão a ausência da morte?
Ah, precisamos aprender a viver para entendemos que a morte é o início, um ponto crucial existente pra todos nós.
Diz nas escrituras, "nenhuma folha cai sem a permissão de Deus" então ele sabe o que faz. Eu acredito nisso, e você?

Hoje, recebi a notícia da morte do irmão mais novo da minha madrinha, eu não tinha convívio com ele, mas me peguei chorando. Sim, chorei, chorei ao pedir que Deus dê conforto a família e abençoe esse irmãozinho.
Morrer é uma viagem, como dizia a novela?
Quem morre? Aquele que acabara de nascer ou quem deixa somente a saudade?

Eis uma pergunta a se estudar.

Beijos enormes,
Bárbara Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!