Mundo virtual x Contato visual

Nuvem que passa, que o vento leva
Formas que inspiram a imaginação
Menino do tempo que era criança
Brincava de adivinhação.

Hoje, o mundo mais ‘moderninho’
Criança não sabe o que é brincar
Nem pula elástico ou joga queimada
Interagir agora é teclar.

Na minha infância gostava de pique esconde
Hoje virou brincadeira de adulto
Pirraça e má educação
Fica sem tablete ou sem celular.

Não sei como isso aconteceu
Evolução é essencial
Mas perder as rédeas desse jeito
Virou um caos total.

Adulto não dá bom exemplo
Esqueceu-se das razões mais importantes
Vive no mundo da lua
Pensando no status virtual.

Eu amo a tecnologia, não diria o contrário.
Tento não parecer viajante desse mundo extraordinário.
Mas a cada passo dos meus dias não vejo outra opção.
Crianças e adultos no mundo da tecnologia perdem totalmente a visão.

(Eu falo dos sentimentos mais comuns, das idéias de viajar vendo a lua, dos olhos nos olhos, da mão na mão, dos risos compartilhados numa reunião).

A qual mundo você pertence? Eu, pertenço ao meu.


Beijos enormes,
Bárbara Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!