Governo Brasileiro - Decepção política - Descaso

O país está passando por uma desorganização política e administrativa, para não citar a falta de governo.  
Aqui quem escreve é uma eleitora deprimida pelas medidas que vem sendo tomadas relacionadas ao meu país ou a falta de. Alguém que nunca votou com confiança, mas pelo critério de eliminação. Ao meu ver, precisamos de uma reforma política, bem criteriosa. 

Tenho 26 anos de idade, atualmente moro na cidade do Rio de Janeiro, entretanto sou nascida e criada até meus 17 anos numa cidade chamada Marabá-Pará, onde cresci em volta do esquecimento político e suas manobras para se dar bem.  

É lamentável ver o que estamos passando atualmente, onde os preços da gasolina chegam a R$3,49 aqui onde moro, e continuo sem entender porque na Argentina é mais barato, se nosso país que fornece para eles. 
O arrombo na Petrobras está sendo para nós como cumprir pena sem ter cometido o delito. Falo em relação a população, que sofre com os roubos políticos e ainda assim se ver pagando por algo que não cometeu, ou será que cometemos? 

Outras questão que gostaria de expor.. 
Que história é essa que existe a criação de uma lei onde proíbe criticar um governo, existe isso mesmo ou entendi errado? De fato, dentro de um escritório é anti-ético criticar e/ou falar mal de um colega de trabalho, especialmente quando for exposição em rede social, mas dentro de uma câmara municipal acho que já não existe ética para com nós, trabalhadores. Ou estou errada? 

Sou anti-hipocrisia e anti-corrupção. Isso que nos torna um país pequeno para o mundo, essa absurda manha política com salários altíssimos, leis que os favorece enquanto nós suamos para pagar os benditos impostos. É incrível como existe a necessidade de viagens ao exterior para comprar sem esses custos exorbitantes que temos por aqui. Incrível como somos desfavorecidos.  

Eu amo este país, amo a cultura de cada região, o sotaque, o jeito quieto do mineiro, extrovertido do carioca, a beleza exterior dos gauchos... entre tantos outros apaixonantes. Um país tão rico em cultura, beleza, e riqueza. Sim, somos providos de riquezas naturais. Mas que graça tem termos tudo isso se a divisão é desproporcional, ou quase não há divisão. 

Eu não entendi meu primo quando, durante o processo eleitoral ano passado, ele me disse que o governo que estava no poder há alguns anos vinha fazendo muitas benfeitorias a população, dando oportunidade de estudo com o FIES, Pronatec, bolsa família e etc. E eu segui calada com um único pensamento: Mas isso já não é de direito nosso, educação, segurança, saúde? 

O que o governo fez por nós além do que já está no nosso direito?  

Bom, é uma questão pessoal, não critico quem o apoia, eu apoio o bem estar da população. O político recebe muitíssimo bem para exercer uma função, assim como nós ao trabalhar. Mas acho que quem carrega esse país somos nós, quem levanta a muralha, quem se sacrifica, quem paga os impostos, quem sofre pagando planos de saúde para não se expor a filas gigantescas do SUS, quem trabalha duro para pagar a mensalidade do colégio do filho buscando uma educação melhor, quem anda de ônibus, trem ou metrô todo dia no aperto, sem poder mover um braço e ainda se manter de bom humor no trabalho ou na escola, quem faz 8 horas mínimas de trabalho e mais 4 horas de aula todo dia para ter uma vida melhor, sonhando em comprar uma casa, é,  somos nós! Eles, os políticos, que ganham para manter tudo em ordem, as vezes nem trabalham de segunda a sexta.. 
E quem sofre com toda essa desestruturação, também somos nós! 

Boa tarde, desculpa o desabafo. Acho que estou cansada de ler a constituição ou meu livrinho do SUS, que seja, e perceber que tudo acontece pelo avesso.

Que tenhamos a sorte a nosso favor, porque eu sou brasileira e não pretendo desistir do meu país!

Beijos enormes,
Bárbara Castro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!