O amor é para todos, sejam heteros, homosexuais ou bisexuais. Chega de preconceito.

Ame.
Amor, uma palavra tão simples mas que define algo tão mágico. Porque amar é realmente algo sem explicação, não existe uma definição exata, é como um sentimento turbulento que agita pensamentos/segundo.

Entretanto, eu não levantei da cama sem sono para falar deste assunto especificamente, mas da 'HOMOFOBIA'.

Tenho alguns amigos homossexuais e me sinto honrada de poder tê-los em minha vida, não por terem uma opção sexual diferente das ditas 'corretas', mas por serem humanos como eu. Por saber que eles amam, têm sentimentos e respeitam uns aos outros. São melhores, bem melhores, que o seu PREconceito!
(Por que eu escrevo a palavra PREconceito desta forma? Para que possamos nos atentar que ela explica que somos ignorantes ao julgar algo sem menor conhecimento amplo)

Atualmente a rede de TV mais assistida em nosso país vem tratando deste assunto e quebrando alguns tabus. Algumas pessoas ainda pensam em não deixar seus filhos verem TV para que não vejam cenas de beijo entre dois homens ou duas mulheres. Deixo claro que não sou totalmente a favor deste canal de tv, mas gostei e admiro a enorme repercussão. Existe algo muito mais importante que o preconceito em cima deste assunto, e é exatamente o que citei no primeiro parágrafo: o Amor.

Para o amor não existe limites, existe apenas a oportunidade de acontecer! É assim que vejo os beijos na TV, no shopping, na praia, ou em qualquer outro lugar, não me interesso se são duas pessoas do mesmo sexo, se existe amor então tenho respeito tanto quanto se fosse de sexo oposto. Hoje, tenho liberdade de dizer que não vejo diferença.

O respeito a si próprio e ao outro é essencial. Deixe que amor aconteça, e não julgue jamais o amor alheio. Amar é o principio de tudo, da vida. Quem não ama, não vive!

Cada um vivendo sua vida!

PS. Ah, não é que tenho algo contra ser, mas eu não sou. Caso alguém pense que estou escrevendo para tentar defender minha própria causa.

Beijos a todos e não esqueça,
Fiquem com Deus.
Bárbara Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!