Viva mais intensamente!


Quando o assunto na mídia é sobre a morte eu sempre recordo um texto que li, há muito tempo, que citava a morte como nossa melhor amiga; E confesso que estranhei o inicio do texto, na época, pelo fato do autor querer que eu acredite que a tal morte deveria ser lembrada a cada segundo de nossas vidas.
E não é que quando terminei de ler esse texto, eu passei a viver diferente?! Porque de alguma forma aquele autor tinha total razão ao citar a morte como uma aliada à vida;

Ontem deu nos telejornais a morte do Hugo Chaves, o então presidente da Venezuela e hoje ao acordar eu recebi a notícia do falecimento do cantor Chorão, do grupo Charles Brown Jr. Eu não quero e também não desejo declarar nada sobre estas duas pessoas, apenas que ambos tenham luz nos seus desencarnes. Respeito muito que tenham sido pessoas guerreiras ao seu modo, Chorão foi um homem muito inteligente, citando-o especialmente como letrista. Mas voltando ao assunto que dizia...

A morte é uma aliada à vida em que sentido? Esse autor e ou devemos estar equivocados, loucos?
Não! Na verdade essa citação é uma forma de reflexão, é uma forma de viver mais intensamente os próprios sentimentos. É saber valorizar os pequenos momentos e torna-los grandes, é aproveitar as situações, é amar mais, é se doar ao outro sem esperar nada em troca.
Se pensarmos na morte desta maneira, vamos perceber que o futuro a Deus pertence, com certeza. E desta forma quem somos nós para aguardar o dia de amanhã? Porque deixar para depois? Porque não assumir que ama? Porque? Porque?

"Basta estar vivo para morrer" e assim se acontece, não devemos perder tempo em julgar o outro, em invejar o outro, em sentir mágoa, raiva, desilusão. As pessoas são quem são, elas dão o que podem dar, então vamos dar o que podemos, vamos viver o hoje com mais intensidade!
Abraçar o amigo, beijar o pai, a mãe, o irmão, o cachorro,.. Vamos expressar nossos amores, agradecer pelas suas existências, suspirar emoções, valorizar os olhos molhados e emocionados do outro; "viver é não ter vergonha de ser feliz"

E aproveitando a oportunidade, eu quero agradecer as pessoas  que existem na minha vida, a cada uma delas (sem citar nomes) por me ensinarem novas lições e por me darem a oportunidade de aprender a amá-las, por que o amor é assim: Ele chega e achamos que amamos somente a companhia, depois ele fica mais forte e percebemos que amamos ver o outro feliz e já mais intenso, o amor vibra mas somos incapazes de parar para perceber que amamos o outro, sendo amigo ou namorado. O amor é o mesmo, só modifica as intensidades..

Beijos e tenham todos uma excelente tarde.
Bárbara Castro.

2 comentários:

Faça valer a pena!