Não julgue para não ser julgado, AME!

Eu tenho paixões duradouras, das quais me orgulho e me engrandeço.
Paixões que enriquecem minha alma, o meu sentido da vida e a minha felicidade mais absoluta.
Tenho fascínio pela vida cigana, pelas cores e movimentos de suas danças, pelo calor e vibração de sua fogueira, e a alegria em seus olhares.
Ser cigano não é uma escolha, e sim um destino!

Nasci dentro de uma religião, fui católica e vivi um momento de muito aprendizado durante toda minha infância e adolescência, entretanto eu sinto o quanto meu fascínio e minha felicidade "grita" uma alma cigana, sou muito mais completa hoje, agora!

As pessoas, por meio de um estúpido PREconceito, intitulam uns aos outros através de suas escolhas sexuais, religiosas, esportivas, etc. Mas não conseguem percebem um palmo a sua frente, quando se faz julgar preconceituosamente o seu próximo. (Se acredita em Deus deveria ao máximo entender que julgar não é uma opção nossa!)

Hoje, frequento muito pouco a igreja católica, a última vez foi no sábado quando fui prestigiar a Crisma de uma amiga. E falo aqui, queira meus parentes ou não, que me sinto viva e grande quando tenho a oportunidade de frequentar uma casa espiritualizada que segue "três linhas", exotérica, kardecista, umbandista. São poucas as pessoas que serão capazes de entender o quanto isso me faz bem e me enriquece a alma, levando em conta o privilégio destas três linhas serem guiadas e muito bem exercidas pelo nosso querido e amado barô/zelador Juan Pablo (um homem digno de toda a minha admiração e todo o amor que posso dizer sentir por ele! Um ser de coragem, fidelidade, sábio, rico em qualidades, e além de tudo, lindo.. rs).

É isso aí, depois de ler isso aqui você poderia postar um comentário, falar do julgamento que fazem ao seu respeito, trocar uma ideia ou sei lá..
Só espero que, quem me conhece, não saia correndo por aí desesperados porque hoje eu decidi assumir publicamente e sem temor a felicidade de ser e compreender, cada dia mais, o que significa ser exotérica, umbandista, kardecista.
Se você não é e não curti pelo menos respeite tanto quanto respeito suas escolhas!!!

Que tenhamos luz em nosso caminho para aprendermos a compreender que as diferenças existem para serem respeitadas, que Deus nos abençoe com muita saúde, paz, amor, equilíbrio espiritual, emocional. E que possamos conquistar, a cada passo dessa jornada, um degrau para a mais absoluta perfeição! Porque Deus não nos dá essa vida para vivermos as dos outros, e sim para compreendermos a necessidade do respeito, da humildade e do amor ao próximo.

Boa tarde meus amados, espero que gostem!
Beijos,
Bárbara Castro.

PS. Um vídeo que fiz durante uma dança cigana lá no centro que frequento! Muito lindo a dança e a alegria que vibra no coração cada membro.

Um comentário:

  1. Belas e verdadeiras palavras a sua escolha ou destino como dizes ...não importa importa sim o teu coração que é belo e verdadeiro um abraço Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Faça valer a pena!