Livro - A vida é feita de escolhas .

Ler é sempre o melhor remédio! Ao termino de um livro a sensação que eu tenho é de inspiração, paz, elevação do meu corpo como se estivesse flutuando. Ler um bom livro é como amar sem medida, enxergar sem abrir os olhos, é como escrever sem tem um porquê. Eu fico fascinada por cada livro que leio, e esse em especial, me trouxe o prazer em absoluto. ‘A vida é feita de escolhas’, e somos nós os verdadeiros donos destas escolhas, que podem nos beneficiar ou não. 
A prazer de uma leitura está em nos identificar com algum personagem ou alguma de suas atitudes. Eu fico imaginando o que faria acaso estivesse ali sendo aquele personagem perdido nas escolhas da vida, sufocado de remorsos, triste. Imaginando que Deus não seria mesmo justo se não pudesse nos dar a chance de reencarnação. Onde nosso esquecimento nos beneficia com o ilimitável poder de amar a quem ousou nos ter feito algum mal em um passado não tão distante. Às vezes eu brinco dizendo que era ‘isso ou aquilo na vida passada’, a verdade é que a leitura desta vida em que vivemos hoje teria grande realidade em nos mostrar quem fomos, mas nosso amadurecimento não nos permite ainda descobrir quem somos hoje. Então como ler a nós mesmo? 

Quem você é? O que você faz? O que se passa no seu intimo?  

É difícil fazer essa leitura, nossa própria leitura. Então só posso chegar a conclusão que somos imaturos espiritualmente falando.  

Esse livro que acabei de ler, escrito por Elisa Masselli que soube receber a mensagem e não teve medo de se expor. Nele conta que todos podemos receber ajuda a cada momento, dos mais ou menos necessitados. Eu acredito nessa possibilidade, sei que já vivi algumas vidas, que hoje tento resgatar sentimentos por pessoas que possam ter se magoado comigo eu as magoado. Esse resgate, apesar da nossa intuição, inspiração, apesar de estarmos diretamente ligados a guias espirituais que nos consola e nos envia pensamento de luz, temos o livre-arbítrio da escolha, eles mentalizam o bem e nós fazemos as nossas escolhas de acordo com que achamos ser certo ou errado.  

Diante da vida que eu levo, das minhas possibilidades infinitas, dos sentimentos que me seguem, das possibilidades que eu acredito ser certas ou não, eu vou caminhando em busca do que considero ser o melhor. Posso estar no caminho errado, mas meus pensamentos e minhas atitudes estão sempre em busca de evolução. Sei que não estou preparada para muitos passos que terei que dar, ainda não aprendi a conviver com muitas pessoas que necessito interagir, por que nem sempre estamos preparados para dar um passo tão gigante quanto o do perdão. Mesmo sabendo que antes de perdoar alguém, devemos analisar se não necessitamos nos perdoar primeiro. Quem errou primeiro? Você ou ele?

Vamos pensar nisso, analisar mais a vida...  

Por hoje eu fico por aqui, tenho meus deveres de casa a fazer, meu exercício físico e uma palestra interessante da qual estou ansiosa para assistir. Beijooos enormes, fiquem com Deus.  

“Dependerá de cada um encontrar o seu caminho e ser feliz”

Bárbara de Castro (Inspiração, meu bem. É como o canto do passarinho. Não perca um 'pio' sequer.)
Obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!