Meu momento..

Meu coração palpita em desalento, eu sufoco minhas ideias com dúvidas crueis. Não suporto mais a indecisão e a minha agonia. O que eu faço para me permitir sem medo? Abro mão do meu sorriso quando penso no vagar da sua alma, jovem e imatura nas noites duras. Penso em ti, e em toda negatividade persistente em teu caminho de luz, já não suporto saber que o foco de sombra vem daquilo que tu diz acreditar ser bom.
Me sinto falsa quando em ti meu pesar se lamenta, porque não me abro a sinceridade de nossa amizade? Medo talvez da sua interpretação! Cada qual sabe interpretar de uma maneira, e a minha, será que estou certa? Será que não sou eu a dona de todas as negatividades que vejo? Porque sinto que a minha insegurança se amedronta quando penso nele contigo?
Ai meu Deus, meu nobre e humilde pai, o que eu faço para deserdar essa ideia louca de uma obscuridade insana? O que me leva a acreditar nisto?
Me sinto sem chão quando minha mente se preocupa em agradar você e meu coração busca uma maneira de dizer o quanto lamento saber que ele não serve! Mas será que não estou sendo dura demais? Ou será que minha lucidez me permite entender exatamente como é?
Já não sei quem sou, o que eu faço e o que farei?! Só quero entender de uma vez por todas, numa única dosagem, que esse amor és verdadeiro enquanto dure e nunca, jamais, venha a deixá-la triste.. Por que não vou suportar ver que tudo aquilo que imaginei e um dia poderia impedir de acontecer, venha a existir..
Te amo em todos encantos que minh'alma poderá entender.
Fica com Deus! Só ele poderá lhe proteger.
Beijos enormes,
Bárbara de Castro.

Soneto de Fidelidade - Vinicius de Morais

Poema? Um poema tem que possuir a alegria nas suas palavras, emoção em seus sentimentos...
Esse sempre foi um dos meus preferidos, desde dos meus tempo de infância.

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Espero que sinta a mesma emoção que tenho quando o leio. Boa noite!

Simply Red - For your babies.



Outro dia eu estava vendo alguns vídeos pelo YouTube e resolvi pesquisar por algumas mais 'antigas' e descobri essa, uma das que fiquei admirada pela beleza em sua letra. Também me fez lembrar uma relação pessoal e alegre que tenho com uma pessoa especial. Então, dedico a letra a ela...

Beijoos enormes!

Abrindo o coração.

Sinto-me as vezes sozinha, tentando encontrar a solução de uma interminável equação matemática. Vontade de abrir o coração, contar o que se passa e quais as razões. Mas o medo da incompreensão... Quem dera o concreto da razão e a delicadeza da flor tomassem conta de mim.

Ultimamente meus sonhos têm sido abordado em único assunto. E esse assunto me assombra os pensamentos. O que pode haver, espiritualmente falando, em você não encontrar algo que possa relevar as circunstâncias? É muito comum você conhecer pessoas mundo à fora e em algumas delas você chegar a dizer 'meu santo não bate com o dele(a)'. Essa frase é muito antiga, ainda pesquisarei mais sobre sua origem. Mesmo sendo comum eu fico na indelicadeza de me sentir uma pessoas cometendo o mais terrível de todos os pecados. Entretanto, a cada minuto da minha vida, digo os últimos que sucederam os fatos, eu tenho pedido a Deus que tire de mim quaisquer incertezas da verdade, que elimine e purifique meus pensamentos e minhas atitudes. Não gosto e não desejo continuar cultivando algo que não faz bem a mim!!!  Mas o que fazer se a presença incomoda? O que fazer se em meus sonhos eu sinto medo dessa presença, sinto que essa presença fará algum mal... E eu acabo me perdendo novamente em sensações que não são concretas.

Meus sonhos são reias, de algo que já tenha acontecido numa outra vida ou são alarmes do que pode acontecer? Também há possibilidade de serem, eles, apenas uma criatividade minha?O que não interfere em nada esssa ultima possibilidade e também não é inclusa na espiritualidade da qual estudo. Pois tudo que tu sonhas é relevante!

Como disse no início, vou deixar a vida levar.. Mas não vou fechar os olhos, não vou me ausentar, não vou perder de vista.. Não vou e não desejo torcer para estar certa, mas lá no fundo da minha alma sempre sinto a certeza.

Beijoos enormes,
Minha querida e delicada válvula de escape! (Blog)
Bárbara de Castro.

Livro - A vida é feita de escolhas .

Ler é sempre o melhor remédio! Ao termino de um livro a sensação que eu tenho é de inspiração, paz, elevação do meu corpo como se estivesse flutuando. Ler um bom livro é como amar sem medida, enxergar sem abrir os olhos, é como escrever sem tem um porquê. Eu fico fascinada por cada livro que leio, e esse em especial, me trouxe o prazer em absoluto. ‘A vida é feita de escolhas’, e somos nós os verdadeiros donos destas escolhas, que podem nos beneficiar ou não. 
A prazer de uma leitura está em nos identificar com algum personagem ou alguma de suas atitudes. Eu fico imaginando o que faria acaso estivesse ali sendo aquele personagem perdido nas escolhas da vida, sufocado de remorsos, triste. Imaginando que Deus não seria mesmo justo se não pudesse nos dar a chance de reencarnação. Onde nosso esquecimento nos beneficia com o ilimitável poder de amar a quem ousou nos ter feito algum mal em um passado não tão distante. Às vezes eu brinco dizendo que era ‘isso ou aquilo na vida passada’, a verdade é que a leitura desta vida em que vivemos hoje teria grande realidade em nos mostrar quem fomos, mas nosso amadurecimento não nos permite ainda descobrir quem somos hoje. Então como ler a nós mesmo? 

Quem você é? O que você faz? O que se passa no seu intimo?  

É difícil fazer essa leitura, nossa própria leitura. Então só posso chegar a conclusão que somos imaturos espiritualmente falando.  

Esse livro que acabei de ler, escrito por Elisa Masselli que soube receber a mensagem e não teve medo de se expor. Nele conta que todos podemos receber ajuda a cada momento, dos mais ou menos necessitados. Eu acredito nessa possibilidade, sei que já vivi algumas vidas, que hoje tento resgatar sentimentos por pessoas que possam ter se magoado comigo eu as magoado. Esse resgate, apesar da nossa intuição, inspiração, apesar de estarmos diretamente ligados a guias espirituais que nos consola e nos envia pensamento de luz, temos o livre-arbítrio da escolha, eles mentalizam o bem e nós fazemos as nossas escolhas de acordo com que achamos ser certo ou errado.  

Diante da vida que eu levo, das minhas possibilidades infinitas, dos sentimentos que me seguem, das possibilidades que eu acredito ser certas ou não, eu vou caminhando em busca do que considero ser o melhor. Posso estar no caminho errado, mas meus pensamentos e minhas atitudes estão sempre em busca de evolução. Sei que não estou preparada para muitos passos que terei que dar, ainda não aprendi a conviver com muitas pessoas que necessito interagir, por que nem sempre estamos preparados para dar um passo tão gigante quanto o do perdão. Mesmo sabendo que antes de perdoar alguém, devemos analisar se não necessitamos nos perdoar primeiro. Quem errou primeiro? Você ou ele?

Vamos pensar nisso, analisar mais a vida...  

Por hoje eu fico por aqui, tenho meus deveres de casa a fazer, meu exercício físico e uma palestra interessante da qual estou ansiosa para assistir. Beijooos enormes, fiquem com Deus.  

“Dependerá de cada um encontrar o seu caminho e ser feliz”

Bárbara de Castro (Inspiração, meu bem. É como o canto do passarinho. Não perca um 'pio' sequer.)
Obrigada!