Aumento salarial é?

Hoje eu pensando naquele assunto chato... Aumento salarial!
Lembro que na primeira semana de janeiro, um telejornal estava entrevistando alguns brasileiros, os perguntando o que fariam com este aumento?! E as pessoas ali fazendo planos, se perguntando o que poderiam comprar a mais no 'mercado'.
Sinceramente, era melhor nem ter aumentado. Porque com esse aumento mínimo tudo aumenta, tudo mesmo. As comidas, as passagens, os impostos...
Minha mãe paga aquele boleto do INSS-Previdência Social, e hoje fomos pegas de surpresa, porque até mês passado ela pagou R$ 109,00, e com o 'aumento salarial' foi para R$ 124,40. QUANTO FOI EM REAIS O AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO MESMO? Acho que só aí já acabou todo!
Os ônibus, logo no dia 02/01 já estavam no valor de R$ 2.75, com aumento de 0,25 centavos. O que poderia parecer pouco, mas fazendo as contas, levando em consideração um trabalhor de segunda a sexta feira, ele gastará R$ 10,50 por mês a mais. E as Barcas S/A que sofreu um aumento de R$ 1,70. É isso mesmo, o que até 1º de março valerá 2,80 para se trasnportar de barca, após esta data será reajustado no valor de R$ 4,50. Mas eles são ótimos, e têm benefícios para os portadores do 'BILHETE ÚNICO', pois poderá pagar R$ 3,10, limitada até duas passagens por dia. De qualquer forma existe o bilhete único que pode ser feito em alguns pontos de fácil acesso. E possue a vantagem de se utilizar dois ônibus pagando apenas uma passagem num periódo de 2 horas. O que nem sempre acontece, já que o transito está cada vez mais caótico.
Outro dia perguntei a minha mãe se ela se considera classe média. Porque havia lido na Revista Época uma frase célebre da nossa presidente Dilma. Ela dizia que ninguém que possua casa própria faz parte da classe média. Moramos de aluguel, mas temos uma casinha em outro estado, que está recentemente alugada. De certa forma, somos da classe média! Mas quais os benefícios mesmo? Meu padrasto é uma pessoa maravilhosa, não é perfeita, mas tem bom carater. E também possue dois filhos de outro casamento, meninos adoráveis, os quais hoje os trato como meus irmãos. Meu padrasto tem bom salário, paga as pensões em dia, nunca falta com nada. Mas um dos meus irmão é diabético, e necessita de insulina, seringas, fitas, etc. Sempre o vejo em pesquisas pelo telefone, tentando encontrar farmácias com preços melhores. Nosso carro não é o melhor, mas anda. Moramos de aluguel, mas temos a felicidade de nada nos faltar. É, eu não posso reclamar por mim, mas existe por aí pessoas que nem água potável têm para beber agora. E que provavelmente jamais lerão este blog por que não possuem internet...
Então vamos seguindo, vamos continuar a pagar as contas telefonicas, as viagens, as férias deles. Vamos pagar em dia todos os impostos. Afinal, os políticos estão lá, trabalhando em nosso favor, né?
Eu quero aprender mais sobre a política brasileira, sobre essa democracia que possuímos.. Vou pesquisar mais sobre estes assuntos porque as vezes eu acho que ando criticando em vão. Não posso acreditar que enquanto estamos sofrendo para chegar ao final do mês com as contas em dia, alimento na mesa e a educação para os filhos e quem sabe os pais também, eles estão 'trabalhando' em salas climatizadas, fazem e aprovam seus próprios aumentos salariais, planejam seus feriados, viajam com toda a família, enfim... Ontem estava numa palestra espiríta, eu ouvi a seguinte idéia: Os políticos são nós, são nós quando recebemos o troco a mais e não o devolvemos, são nós quando passamos pelos mais necessitados e fechamos os olhos, são nós. Só há uma diferença: Eles lidam com coisa maior.
Beijoos enormes e fiquem com Deus,
Bárbara Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!