Paquetá - RJ (Em ótima companhia!)

Sou águia nesse céu imenso, sentindo o vento soprar lentamente e minhas asas adaptarem-se a velocidade dele. Sou eterna pureza de um Ser jamais visto antes, sou riqueza de sorrisos, sou olhos fotográficos registrando ao pequeno detalhe.
Minha maior riqueza não se encontra dentro de um cofre trancado, mas dentro da sinceridade e espontaneidade de um sorriso! Se um vento soprar minha alma para outro lugar, vou chorar eternamente. Porque se descobre aqui, neste estado, o fim da minha busca pelo o que eu sou.
Cuidarei daquilo que ganhei, e meu orgulho apreciará a mais bela de todas as atitudes humanas: Amar a Deus sobre todas as coisas. (Nenhuma oração, mandamento ou algo assim, nunca existirá sem que o amor nEle exista em primeira causa). Amando a Deus acima de tudo, tuas qualidades serão em preservar o meio ambiente, em cultivar a paciência e o amor, e se colocar no lugar do outro.
Imagino a solidão mais bela, aquela a qual você está habituado a viver e a vive intensa e amorosamente bem. Quando se pode, mesmo fechado em um pequeno quadrado, enxergar o céu entre nuvens, árvores ao vento, um sol em 'perfeição harmônica' com aquele momento feliz.
Existe em minha alma a capacidade de amar sem medidas. Amor é o mais belo de todos os sentimentos, tão belo que jamais deixa de existir. Amar pessoas, coisas, momentos.. Isso é genial! Um momento nunca morre na saudade, ainda mais quando se torna algo tão precioso a ser recordado.

Obrigada as minhas adoráveis companhias, Marcos, Thay e Itair.

 
Beijos enormes, fica com Deus.
Bárbara Castro.

Um comentário:

Faça valer a pena!