Inferno astral pré aniversário.

Lembro daquela época em que ficava contando os dias, com um calendário rabiscado em mãos, contava os dias para chegar meu aniversário! Era bem emocionante, ficava toda feliz na véspera, tentando imaginar quem ligaria, quem lembraria, quem estaria me fazendo mais feliz... Porque uma coisa eu aprendi desde muito cedo: Um presente jamais será tão grandioso do que ser lembrado! ! !

Hoje, quase na véspera, faltando apenas um dia e meio, eu não acredito que a idade avançou e que estou me transmutando para um novo ano pessoal. Um ano que se parece mais duro, mais complicado. Sempre vejo desta maneira...Um ano, um problema a mais. Não necessariamente um problema significa algo ruim, NÃO! Muitas vezes eles que nos mostram os passos que devemos seguir e na maioria destas vezes nós substimamos o problema.

Minha mãe veio perguntar o que eu gostaria de ganhar. Sinceramente eu não sei. Há dois anos certamente estaria querendo um celular, uma câmera fotográfica, um vídeo game, ou qualquer outro aparelho eletrônico, quem sabe um notbook ou mesmo um net... Não sei!!! Não acho que tenho tudo, mas o que tenho está satisfatório, o que vier será lucro e proveitoso. Enfim, meu aniversário este ano, provavelmente, não será triste, mas também não terá os pulos de alegria que eu tanto dava ao se aproximar da data.

Estou precisando de algo que ninguém será capaz de me dá, na verdade eu já tenho, mas ainda não soube usar. É algo que não vem com Manual Instrução, mas que possue um força gigante sob mim. Quando eu souber usar, volto a festejar com mais pulos e alegrias..

Bárbara de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!