Vidas passadas

O choro doloroso de um bebê, a vontade de carregá-lo nos braços. A sensação de ver seus olhinhos úmidos em lágrimas, seu rostinho rosado, lábios molhados, cabelinho despenteado. Se posso ver, sentir o aroma delicado, porque não posso tocá-lo?
Vontade não me falta, de pegar em meus braços a doçura sensível do seu corpinho leve. Poder protegê-lo, como se nada pudesse fazê-lo chorar novamente, mas a vida não é mesma, a vontade que sinto não me permite regressar a um passado.
Não sei o que se passou numa outra vida, mas sei que nesta, tudo será solucionado. Meu caminho foi cruzado pelos teus passos, jovem em alegria, tua amizade foi alcançada, teu carisma encantado foi descoberto e guardado, no meu pequeno coração, gigante de amor, forte na fé e vivo numa eterna busca de felicidade.
Hoje mais forte, mais madura, mais eficiênte em atitudes emocinais, sinto vontade de regressar, só para teu rostinho angelical acariciar, mas não me resta escolhas, e só me sobra uma única oportunidade, a de viver constantemente sentido por ti o amor mais incondicional que poderá transpassar qualquer olhar, palavra, carinho físico,... Transpassar qualquer sensação emotivamente boa que surge quando penso em teus olhos espertos, teu sorriso apaixonante e teus cabelos. Como será que eram naquela época? Partidos de lado? Ondulados? Não me importo em detalhes físicos, quando na verdade é a tua alma ilminada que me traz alegria constante de viver a cada dia.

Queridos, hoje eu resolvi expressar minhas palavras em algo, verídico em partes e não verídico (pelo menos que eu saiba) e outras. Talvez eu mesma esteja apenas tentando relembrar algo que já passou, ou sentindo algo que é novo, mas que se engana com um mero DE JAVU. Para falar a verdade o que se passa momento é tão especial que a sensação que eu tenho são os olhos desenhados a lápis saiam do papel e me enfeitice as palavras. Mas de fato, o amor é o mais real de toda esta postagem.

Beijos enormes, fiquem com Deus.
Bárbara Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!