Insônia! :(

As horas passam... Nada parece estar no lugar, sensação de vazio, estômago? Não sei, mas onde está o sono penetrante que abusava de mim horas atrás? Onde ele foi parar? Jesus! Que ruim ficar assim sem ter como dormir. Ruim rolar na cama sem ter o que fazer! Resolvi, então, escrever. Tentar, já que meus olhos sentem-se cansados. Quando resolvo dormir mais cedo, quando resolvo acordar mais relaxada, o sono me abandona quando ainda não são três da manhã. Pensei em estudar, mas o que seria agradável se tornaria uma tortura ler com a vista toda turva. Ninguém para conversar, ou mesmo trocar uma palavra. Amanhã, ou melhor, hoje, daqui a pouquinho, estarei aqui, sonolenta, talvez com um humor nada legal, e o corpo pesado e sombrio.

Insônia, como qualquer outra coisa que pode nos acometer, tem lá seus motivos. Mas tentar imaginar quais são é perder mais o sono. Eu até consegui sonhar, em uma horinha de sono, sonho muito louco, com garrafas pequenas que pareciam meus próprios sentimentos. E eram delicados demais para serem manuseados por qualquer mão. E em quem confiar? Naqueles que já confio? Ou encontrar outros? Não sei, mas a sensanção louca da última postagem veio diferente neste sonho, e eu acabei ficando totalmente pertubada com meus próprios pensamento. Já não sei quem sou, quem fui ou quem serei, neste momento a insônia derrotou qualquer sorriso, me transformou em um vampiro, e amanhã passo o dia inteiro tentando dormir a noite que estive aqui.

Desculpa pelas desconcertantes palavras de hoje, vontade de escrever, mas falta de idéia, o sono até está maduro, mas não me adormece por completo e só me resta cochilar pouco a pouco para ver o dia nascer, com um lindo sol, belas nuvens e um calor inteiramente quente.
Beijos enormes,
Bárbara Castro.

Um comentário:

  1. vc consegue estar com essa inspiração até com sono por isso que eu falo pra vc que vc é incrível parabens pelo blog ta muito legal

    ass: Marcos Paulo

    ResponderExcluir

Faça valer a pena!