Desemprego Brasil Coiscidências.

Boa tarde.
Estou enfrentando uma fila, há na minha frente umas 15 pessoas. Fila é mesmo uma tortura.
Estou desanimada hoje, ou melhor, nesta tarde. Estou ainda hoje na tentativa de finalizar minha carteirinha do conselho. E minha maior tristeza é ver que numa cidade tão grande eu possa estar dentre o maior índice da população brasileira de classe média baixa ou baixa: o desemprego.
Estou aqui com pequenas preocupações quanto a uma conta em particular que pretendo e preciso pagar, porque os mais honestos se preocupam com suas dívidas e são infelizes esquecidos pelo maravilhoso governo. Eu não estou aqui para chorar miséria, porque sou jovem, moro com meus pais e tenho disposição. Só fico chateada com os acontecimentos, os mais ricos neste país simplesmente têm mais benefícios e oportunidade. Os políticos nesse instante estão tomando o banho do ano, se esfregando para ficarem tão limpos quanto as janelas de Brasília para receber o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. As janelas jamais são limpas, as ruas estão mais protegidas hoje, eu diria um pouquinho a mais. A população sorridente, tudo maravilhoso... E o mundo inteiro já não sabe que esse país não dá valor ao seu povo??? Eu desempregada como tantos outros milhões enquanto nos cobram impostos altos, e os nossos líderes políticos tomando banho de "proseco", curtindo os melhores salários que aumentam a cada ano, que particularmente, o que é muito engraçado, o aumento do salário é aprovado pelos próprios. Já o nosso quando há aumento são incrivelmente, no máximo, 10 reais. Agora eu me pergunto!!! O que eu faço aqui reclamando da classe mais poderosa do meu país? Porque se pensarmos bem nenhuma crítica no Brasil tem outro destino senão a piada pronta.

Vamos fazer alguma coisa, porque ser fantoche humano simplesmente já perdeu a graça.

Vou ver o que posso fazer, porque é muito difício você ter seu primeiro, seu salário todo mês que foi conquistado sem roubos, que foi batalhado.. Porque regressão somente para descobrir um fato em uma vida passada.

Um beijão, se quiserem fazer alguma crítica ou complementar...
Bárbara Pontes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!