Big Brother Brasil é assim...

O Brasil é um país onde encontramos o uso constante de palavras em outras línguas no vocabulário da sua população. São uma miscelânea de línguas na boca do brasileiro. Mas hoje quero falar sobre um Programa de Televisão, do canal mais assistido, a REDE GLOBO. Quero deixar claro, antes de quaisquer opiniões que isto não é uma propaganda.

Estava, como que o habitual nas minhas noites de domingo neste período do ano, assistindo ao famoso BIG BROTHER BRASIL. Qual brasileiro nunca ouviu falar deste programa de TV? Mas minha dúvida inicial era exatamente o porquê do nome do programa ser em inglês. E por que o nome do nosso país se destaca na escrita em português?

BIG BROTHER BRASIL é mesmo uma arma contra qualquer outro canal concorrente, seu nome provavelmente chama muito mais atenção e soa com uma qualidade de som ainda melhor sendo traduzido para o velho e falado inglês. Porém, o mais correto seria Brasil com Z, exatamente como se escreve o nome da nossa pátria mãe gentil na língua mais popular do mundo.

Voltando ao foco do programa. Eu assisto este programa desde sua primeira edição. Confesso que já fui extremamente viciada, já chorei, sorri, gritei, xinguei, só não soquei porque ainda não perdi o controle da situação. Mas é muito ‘louco’ estar tão preocupada com pessoas que nunca conheceu e nunca conhecerá pessoalmente. Já sonhei com amizade de muitas que ali passaram, delirei por saída de tantos outros que se mostraram um tanto agressivos verbalmente e sem a plena orientação do estar correta em seus atos.

E enquanto eu digito aqui, minha mãe está na sala assistindo, e eu pensando se voto ou não para eliminar um dos três, pois o mais interessante seria eu poder votar em dose dupla. Big Brother mexe com os nossos sentimentos, porque um dia torcemos loucamente para um participante e no dia seguinte o queremos fora da casa. Eu particularmente só consegui ver um ganhador merecedor em todas essas edições, e seu nome era Jean.
Pretendo não me estender muito neste assunto sem nexo aqui no blog, no qual costumo falar da minha vidinha, é mas o BBB também faz parte, fico imaginando eu ali dentro hoje. Dizendo umas verdade ao Maurício, Diogo, Rodrigão, Adriana e Wesley, contando a eles que estão parecendo falsos protestantes que dizem serem mais abençoados por Deus, e que têm mais fé do que eu ou qualquer outro que não concorde com seus pontos de vista.
Contando a todo mundo que eu torcia para Natália, que a Maria está ali desligada do prêmio, como se aquilo fosse um joguinho da verdade. Falaria que Diana hoje é minha preferida, que Daniel é o mais divertido, que Talula não quer escolher para qual lado pula, que muito ali não têm personalidade e que outros jogam sujo.

Quando começou o BBB 1 eu imaginei que seria um jogo onde as pessoas são elas mesmas, sem teatro, era muito mais autentico. Hoje elas tentam enganar a si próprias.
Espero que as pessoas na vida real sejam mais verdadeiras, sinceras e que nunca pisem em ninguém...Ou pelo menos tentem não pisar.

Boa Noite, um beijão,
(Bárbara Pontes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!