Um sonho próximo à realidade.

Desde criança, quando ainda possuía imaturidade ao nível de 100% em relação a escolhas, eu sonhava em ser uma grande redatora. Assistia o Jornal Nacional, não pelo noticiário dramático, mas pela admiração por uma das minhas ídolas: Fátima Bernades. Cursar Jornalismo sempre foi um sonho, que carrego até os dias atuais.
Entretanto Jornalismo nunca foi minha única opção, foi a primeira, mas não a única. Já desenhei plantas e pensei em cursar Engenharia Civil, já sonhei em trabalhar na Petrobrás no setor de RH como Psicológa. Já me imaginei como uma Juíza ou Delegada. Portar uma arma de fogo sempre foi uma tentação (risos..) mas este benéficio torna-se maléficio nos dias que vivemos.

Há duas ou três semanas eu ainda estava em dúvida, relaxei por uma hora, olhares ao teto do quarto, pensamento tumultuado e um sonho batendo a porta. Imaginei-me em todas as profissões citadas acima, e percebi que tenho um carinho e dedicação por cada uma delas, mas Jornalismo é mesmo a minha paixão. Então, porque não decidir por algo que eu realmente goste, ame e que não venha a ter arrependimentos futuros?

Quando eu cito a palavra JORNALISMO numa conversa, sempre ouço a seguinte frase: "Isso é para quem gosta de ler". Eu gosto de ler e de escrever também, mas pretendo me aperfeiçoar na língua portuguesa, pretendo escrever neste blog de uma maneira clara e correta em todos os sentidos. Um dia apareço aqui para descrever sobre meus estudos, minhas inúmeras leituras e mostrar que estou me aperfeiçoando na escrita. E nesse dia eu serei ainda mais feliz.

Hoje, domingão de sol, dia maravilhosa para curtir uma praia, eu aqui imaginando minha primeira aula na faculdade, imaginando minha correria e desespero em estudar para uma prova, imaginando o meu fim desse ciclo que ainda nem começou, mas que nunca é tarde para se correr atrás de um sonho.

SONHE, VIVA,
SONHE, VIVA,
VIVA O SONHO,
SONHA VIVENDO.

Um beijão,
(Bárbara Pontes)

PS. A próxima postagem será sobre minha filha, um amor antigo e renascido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!