Sonho meu.

Rio, 19 de agosto de 2009.
Sonhos?!
O que são sonhos? Para que eles servem? Por que, normalmente, nós sonhamos ao dormir? E por que muitas vezes eles parecem ser tão verdadeiros?Foram algumas das perguntas que eu fiz ao acordar nesta última quarta-feira.

Eu tive um sonho encantador, sonhei algo tão verdadeiro que, durante o trajeto casa-curso eu, fechei os olhos e tornei a sonhá-lo, a viver naquela situação agradabilíssima. Um sonho que deu vida as minhas esperanças e fortaleceu os meus desejos.
Pensei em contar a alguém sobre o tal sonho, entretanto lembrei-me que os sonhos não se realizam se contarmos creio eu que, ficará guardado aqui nesta minha memória por toda a eternidade, a não ser que, diante da situação, já que, de fato, eu esteja o realizando eu possa contar, pois não será nenhuma novidade.

Um dia quem sabe?

Há sonhos que não sobrevivem ao abrir dos olhos, que o esquecemos ou não acreditamos que um dia possa vir tornar-se uma realidade. Não quero que o meu morra na escuridão sem antes conhecer a luz no fim do túnel, afinal ele pode até não alcançar a luz, mas certamente tentou alcançá-la.

Passei a manhã inteira tentando dormir para sonhar novamente com minha estrela cadente, um sonho sem fim.

Uma vez li num livro que nossos sonhos são nossas almas trafegando pelo mundo a fora, por que
elas não possuem limites. Será que isto é verdadeiro? Pois assim eu diria que em sonhos realizei um grande sonho, o tão sonhado sonho, que muitos desconhecem e que poucos entendem.

Um beijo grande a todos, fica com Deus e não se esqueça de apresentar a luz aos seus sonhos.

Bárbara Pontes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!