Uma linda amizade, uma longa saudade!

Agora a pouco eu escrevia uma nova postagem, falava de um filme que acabara de ver. Um filme interessantíssimo que me emocionou e ensinou-me bastante a dar valor ao tempo. Estava em seu término quando meu celular recebeu uma mensagem. Não consta nome da pessoa que me enviou, mas seu prefixo é 094 e seu numero nunca sairia da minha memória, aliás, poderia esquecer o meu próprio numero, mas este eu jamais esqueceria. A mensagem diz: "Bom dia amiga! Saudad d vc e da sua alegria! Bj e fik c Deus.". Como citei num texto que falo de mim, eu amo receber mensagens, emails, telefonemas, cartas, amo ser lembrada...risos...E por esta razão e outras mais eu acabei de decidir mudar o assunto do meu texto e contar aqui para todos sobre uma grande amizade, a qual enviou-me tal mensagem e da qual eu sinto uma imensa saudade.

Lembro-me das lágrimas rolarem pelo meu rosto quando teria que sair da Escola Mário Thomazelli- SESI para o Colégio Anísio Teixeira. Foram férias inteira chorando por que eu entraria numa escola onde não conhecia ninguém. Mal sabia eu que seria lá que encontraria minha grande amiga. Um ano após estudar lá eu conheci Camila, na verdade, se não me engano conheci primeiro a sua irmã Geicy Pontes, mera coincidência? Talvez uma das melhores coincidências. Camila e eu começamos a fazer trabalho escolar juntas, iniciamos uma linda amizade. Com o passar do tempo e dos anos, pois sempre estudávamos na mesma sala, eu e ela fomos levando esta amizade para fora do colégio, passei a conhecer sua encantadora família, a qual eu adotei como minha, e ela conheceu a minha. Nós duas dividimos grandes segredos, alguns nunca foram revelados, outros talvez jamais sejam, e poucos não são novidades.

Eu costumo falar que ela foi minha primeira grande amiga, foi com ela que eu descobri o valor de uma grande amizade. Juntas conhecemos muitas outras grandes amigas, Roberta, Michele, não posso esquecer da Leucis (neguinha), AnaKarla, Ana Vicência, Mama, Ju, NOSSA!!! Foram tantas...
Todas inesquecíveis, por que nós temos uma história a contar com cada uma delas.

Camila, camilinha, Gui, pisquila, Grilo, ioiô, Smilinguido, nossa quantos apelidos hein amiga?! A gui é uma pessoa muito carismática e simpática, porém a primeira vista dificilmente isto é perceptível, por que ela veste-se muito bem e anda toda patricinha...risos...Desculpa amiga!...risos...

Uma aquariana de forte personalidade. Seu maior defeito? Orgulho. Sua maior qualidade? Carisma, todavia é tantas grandes qualidades que são difíceis citar apenas uma, Carisma, simpatia, amiga, grande amiga, a melhor amiga. A gui possui uma simplicidade invejável.

Esta semana eu estava conversando com ela pelo bate papo do orkut e recordamos da época que eu pentelhava ela via mensagem altas horas da madrugada, até aproveitei a ocasião para dizer o significado daquilo. Eu gosto muito de dividir minha alegria com as pessoas que amo, e muitas vezes eu acabo perdendo a noção da hora por que simplesmente desejo dividir a tal alegria.

Mas na vida nem tudo é flores, de todos esses anos de amizade Camila e eu tivemos uma única briga. Motivo? Um motivo bobo, eu diria não tão grande, mas que por infelicidade durou um péssimo tempo. O motivo, de fato, eu não posso contar, por que é mais um segredinho nosso...risos...Mas posso garantir que sei a data exata, até por que foi no dia da festa surpresa da nossa professora Luciene, que hoje é minha madrinha de Crisma. Foi dia 24 de setembro de 2004, numa sexta-feira e um dia antes do aniversario da minha Dinda. Camila e eu tivemos um desencontro de palavras. Nada mais do que isso. Não recordo bem o período que ficamos longe uma da outra, mas lembro-me das pessoas perguntando por ela, afinal andávamos sempre juntas.

Quando a briguinha acabou por insistência. Eu e ela passamos a ser muito mais amiga uma da outra, talvez até mesmo conhecer melhor os sentimentos da outra. Tudo que acontece em nossa vida tem um propósito, nada vem de graça. Foi uma lição que aprendi e uma que vou ensinar. Desde dia 14 de janeiro de 2008 que não a vejo pessoalmente. E desde dia 10 de maio de 2006 que não batemos um papo legal, daqueles de horas a fio. Essas datas são importantíssimas para mim. Assim como dia 30 de Janeiro.

Camila foi, é se depender de mim será sempre uma grande amiga, aquela que faz a diferença em minha vida. Uma amiga que eu quero ter ao lado mesmo que a distancia esteja entre nós, mesmo que o tempo não pare ou retorne, mesmo com o envelhecer das nossas benditas cartinhas e bilhetes ou mesmo as nossas fofocas expressas numa folha rasgada do caderno, ou das nossas poucas fotos guardadas numa caixinha especial, mesmo que o tempo passe eu jamais quero esquecer que um dia tive o grande de prazer de conhecer você, a garota que entristecida fica recolhida num canto, que um dia dizia que não gostava de ler e que hoje ler muito mais que eu, que um dia por pura coincidência comprou o mesmo fichário das meninas super-poderosas que eu para aquele ano escolar, não vou jamais esquecer dos nossos momentos em que parecia que líamos a mente uma da outra, quando tudo era pura sintonia, não vou esquecer dos nossos amores passageiros, das nossas risadas durante a tal 'tesourada' sentadas no banco da praça reparando na roupas dos que passavam. Eu não quero e não vou deixar de lembrar cada segundo que vivemos juntas, das vezes que íamos fazer o trabalho da escola em sua, dos filmes que vimos, da música em comum, dos gostos, dos brigadeiros de panela na minha casa, do ombro amigo quando eu precisava, do conselho que não faltava, não quero esquecer isto jamais, aliás, quero reviver cada segundo dessa amizade.

Amiga, estava devendo um texto sobre você, espero que tenha gostado.
Tenha uma boa noite.
Fica com Deus e não esquece que eu amo você e a sua amizade!

Bjão a todos.
Bárbara Pontes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!