Momento eu...

Todas as noites eu tenho o costume de agradecer pelo meu dia e pelas coisas e pessoas boas em minha vida, e numa dessas noites surgiu uma coisa 'engraçada' em minha cabeça, foi quando corri para minha velha agenda e comecei a escrever tudo, colocar tudo no papel.
Fiquei pensando nas pessoas preconceituosas, e tentando entender esse lado tão estupido num mundo tão diversificado, onde cada um é diferente do outro, onde necessitamos respeitar as diferenças. Lembrei logo da minha querida igreja, aquela que frequento desde pequenina, onde exibem o rosto de Deus, com olhos azuis e cabelo loiro, e claro, loiro e liso. Um padrão de beleza!
Eu acredito que Deus seja exatamente o contrário, talvez ele possua diversas faces, ou cores, acredito que Deus é exatamente como o nosso próximo, feio, bonito, magro, gordo, alto, baixo, negro, pardo, branco, amarelo, cabelos lisos, cabelos encaracolados, careca,...Acredito que Deus possa até mesmo ser Homossexual, hetero, bissexual, quem sabe?!?!?! Enfim, quando me surgiu a idéia de escrever eu lembrei de algumas pessoas as quais cheguei a conhecer, recordei algumas situações, como por exemplo: Certa vez andava abraçada com minha mãe, e fomos vítima de um preconceito absurdo, idiota,...uma senhora teve a audácia de fazer piadinha ao nosso respeito, achava que erámos homossexuais. Outra vez vi uma pessoa maltratar uma outra por ela não possuir a tal cor de pele tão importante.
Existem, infelizmente, inúmeros preconceitos. E pior que a maioria dessas pessoas preconceituosas frequentam uma igreja, dizem acreditar em Deus. Será que Deus tem forma ou cor? Será que ele não é como ar que respiramos? Ou será que Deus é aquela pessoa que olhamos atravessado, que não damos atenção, que tem uma aparência desagradável, que não anda, que não fala, que não ver, será que Deus não está dentro daquela pessoa com quem deixamos de falar? Na minha opinião Deus está por toda parte, e nós pecamos em achar que ele está apenas no Céu, que nosso vizinho não serve como companhia, que não devemos amar quem não nos ama, nós pecamos em achar que uma cor de pele pode isolar alguém. Se há cores diferentes, cabelos diferentes, opiniões diferentes, se há a diferença, certamente foi Deus quem criou, e isso que devemos aprender, com a diferença que temos que conviver e respeitar.
Por que não amar ao próximo sem olhar como é sua aparência? Afinal o que importa não é a embalagem e sim o conteúdo.

Obrigada por terem lido, bjinhos e fica com Deus.
Esse foi apenas um pequeno desabafo da Bárbara....risos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça valer a pena!